domingo, 19 de novembro de 2017

Shirodhara (Shiro significa cabeça; Dhara significa fluxo constante)

O procedimento é realizado através de um fluxo de óleo que desliza continuamente sobre a cabeça numa temperatura morna e agradável, proporcionando descanso mental comparável a uma meditação. Pode ser usada como um tratamento independente para problemas psicológicos como ansiedade, depressão, insônia, tremores e outros distúrbios neurológicos ou então como procedimento clássico do pré - panchakarma (desintoxicação ayurvédica de cinco etapas). Possui a vantagem de relaxar toda musculatura da face. É considerada uma terapia rejuvenescedora segundo os textos clássicos do Ayurveda. Traz mais estabilidade para a mente, equilibra as ondas mentais, estimula a glândula pineal a produzir mais melatonina - neurormônio do sono - proporcionando maior conforto para o cérebro.
Antes de mais nada é muito importante que ocorra uma avaliação por um profissional do Ayurveda para seguir com sucesso nesta terapia.
  

terça-feira, 31 de outubro de 2017

Ayurveda em Bebedouro


Após migrar de uma cidade a outra, cuidando um pouco da família mais de perto, retorno à minha cidade natal, Bebedouro, e o Ayurveda juntamente com o Yoga fazendo parte da minha caminhada em sua maior importância e propósito de vida.
Anteriormente, morando em Piracicaba durante quatro bons anos, acabei me unindo a equipe do "Espaço Arteom", um estabelecimento dinâmico da cultura indiana, onde trabalhei desde 20013 em parceria com a amiga e terapeuta Marina Lourenço. Na época acabei desativando blogs pessoais como esse, que se iniciou em 2011 em terras goianas, para dedicar-me a nova jornada.
Muitas mudanças me levaram para a cidade de Piracicaba e agora muitas mudanças me trouxeram para Bebedouro. Sempre gosto de relacionar mudanças com auto-crescimento, e menciono aqui uma frase do professor Hermógenes (mestre brasileiro de Yoga e autor de diversos livros) :

"Se eu fosse uma planta gostaria de um meio favorável que me fizesse crescer...Mas sou homem. Prefiro um meio adverso, que me desafie a crescer." (Mergulho na Paz)



Agora em novo momento na cidade de Bebedouro, Natural Spa, Good Vibes


terça-feira, 3 de outubro de 2017

Praticando Ayurveda


Massagem(Abhyanga)
Massagem, oleação. O uso do óleo de côco, gergelim, mostarda, etc, a depender de sua necessidade e constituição, escolhemos o bom óleo pra sua saúde. Por isso é tão importante se consultar com um terapeuta especializado em Ayurveda antes de formar opiniões.
Muitas pessoas ainda, antes mesmo de se adequar a uma oleação regular, necessitam seguir um regime alimentar antes dessa pratica salutar, se adequar aos atributos do seu óleo para que ele te recompense depois. Novamente a importância de ser bem orientado por alguém experiente e para não danificar ainda mais a saúde com aplicações errôneas.
Segundo Charaka Sanhita, traduzido do sânscrito, considerado o mais importante texto do Ayurveda, e também um dos mais antigos, algumas considerações aqui sobre os beneficios e determinadas formas de massagens, óleos utilizados, e frequência desta prática antiga e eficiente:
" Mesmo com os órgãos dos sentidos em harmonia na pessoa, o elemento ar (vayu), predomina sobre o tato, e então a pele. Em clima seco então corre-se o risco maior da perda da saúde por este órgão, e então perde-se a saúde completamente caso não se pratica massagens com óleos regularmente.
Assim como um jarro, um eixo de uma carroça, tornam-se fortes e resistentes pela aplicação de óleo, o corpo humano e uma pele seca tornam-se fortes, as pessoas ficam menos suscetíveis a doenças e torna-se resistente ao cansaço e aos esforços.
Aquele que aplica óleo de gergelim sobre a cabeça regularmente não sofre de cefaléias, calvícies,
branqueamento do cabelo. O fortalecimento da cabeça melhoram, seus cabelos tornam-se fortes, longos, profundamente enraizados, a pele da face se torna mais clara e brilhante, a aplicação do óleo de gergelim diariamente promove o bom sono e felicidade. A aplicação deverá ser em quantidade suficiente, a cabeça deverá ficar realmente untada.
Aquele que pratica a massagem com óleo regularmente, o corpo mesmo sujeito a injúrias ou ao trabalho extenuante, é menos prejudicado; os sinais de avanço da idade são diminuídos.
Através da massagem oleosa dos pés, a aspereza, a letargia, a secura, a fadiga são instantaneamente curadas. A maciez, o vigor e a estabilidade dos pés são conseguidos, a visão se torna clara e o dosha vata (ar e espaço) são aliviados. A prevenção da dor ciática, a constrição dos vasos e dos ligamentos dos pés é assegurada.
A unção sobre o corpo, elimina o mau cheiro, cura a sensação de peso, o entorpecimento, o prurido, e remove a sujeira desagradável e indesejável que surge com a sudorese". (Charaka Samhita....de Agnivesa)






sábado, 1 de março de 2014

ORAÇÃO DA SAÚDE


Que tenhamos sempre palavras claras na boca.

Que tenhamos sempre energia nas narinas

Que tenhamos sempre visão penetrante nos olhos

Que tenhamos sempre audição apurada nos ouvidos

Que tenhamos sempre força nos braços

Que tenhamos sempre vigor e resistências nas pernas...Que todo o corpo esteja saudável e livre de doenças

 adaptado do verso:

                                                                       Paraskara Grhastra Sutra III:3.25

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

AÇAFRÃO

 




O Açafrão da Índia ou Cúrcuma é uma planta da família do gengibre (Zingiberaceae) sendo a raiz a parte mais utilizada na culinária e na medicina. No Brasil, principalmente em Minas Gerais e Goiás, é conhecida como Açafrão da Terra, Açafrão ou Gengibre Amarelo. Aquele baratinho que a gente encontra até em supermercado (esse costuma vir pra consumo misturado com um pouco de fubá, mas mesmo assim não faz mal de maneira nenhuma, só faz bem)
 É no rizoma da Curcuma longa que está o componente mais ativo da planta, a curcumina presente em 2 a 5% deste tempero.
 A curcumina, isolada pela primeira vez por Vogel em 1842, é um pó insolúvel na água e no éter, mas solúvel no etanol.
 A curcumina comercial encontrada nos mercados a preços bem acessíveis, contém três cucurminoides que lhe confere a cor amarelo alaranjada: curcumina (77%), demetoxicurcumina (17%) e bisdemetoxicurcumina (3%).
 Ela é muito consumida na Índia, cerca de 100 mg/dia por habitante, como tempero. Estudos recentes mostram que podemos ingerir até 8 g/dia sem efeitos colaterais, entretanto a biodisponibilidade celular da curcumina é muito baixa , devido à rápida glucoronidação hepática e intestinal. O folclore nos ensinou que a adição de pimenta do reino (Piper nigra) aumenta em 2000% a biodisponibilidade do princípio ativo. Na Índia o povo adora açafrão e pimenta.
 Nos Estados Unidos são muito comuns o câncer de mama, de colon, de próstata e de pulmão, o que não acontece na Índia, onde é alta a ingestão de cúrcuma. Observou-se aumento da incidência de câncer de colon em imigrantes da Índia vivendo nos Estados Unidos, o que mostra o valor da dieta como fator quimiopreventivo (Aggarwal, 2003).
 A medicina complementar baseada em evidências científicas e na observação cuidadosa pode e deve ser utilizada conjuntamente com a medicina convencional ou quando não se obtém desta os resultados esperados. O médico não pode simplesmente dizer que não há mais nada a fazer, sem antes tentar de um modo firme, sensato e rigoroso todas as armas da medicina complementar (Felippe, 2007). Um dos exemplos é o uso da Cúrcuma.
 A cúrcuma tem sido utilizada na medicina Ayurvérdica, medicina tradicional da Índia, por mais de 6000 anos nas seguintes situações: desordens biliares, anorexia, tosse, feridas em diabéticos, males hepáticos, reumatismo, sinusite, etc.
 Encontramos de 1966 a 2007, 1492 referências no Medline sobre a atividade biológica da curcumina. Recentemente a literatura médica mostrou que a Cúrcuma possui os seguintes efeitos:
 1. Anticâncer
 2. Aumenta o efeito da quimioterapia nas situações de resistência a múltiplas drogas
 3. Antiaterosclerótico
 4. Antinflamatório
 5. Reduz o colesterol
 6. Diminui a oxidação da LDL
 7. Inibe a agregação das plaquetas
 8. Diminui o tamanho da trombose no infarto do miocárdio
 9. Diabetes tipo II: hipoglicemiante, diminui os níveis de hemoglobina glicosilada e diminui a microalbuminúria
 10. Esclerose Múltipla: diminui as crises de exacerbação
 11. Alzheimer: retarda o processo degenerativo
 12. Fibrose cística: corrige alguns defeitos
 13. Doenças inflamatórias dos olhos: uveíte anterior crônica, pseudotumor orbital idiopático
 14. Diminui as dores na artrite reumatoide
 15. Efeito nas doenças de pele: psoríase e dermatites
 16. Efeito na esclerodermia
 17. Estimula regeneração muscular
 18. Melhora a regeneração das feridas
 19. Cicatriza escaras
 20. Protege o fígado e rins de lesões tóxicas
 21. Aumenta a secreção biliar
 22. Diminui a formação de cálculo biliar
 23. Efeito nas doenças inflamatórias de intestino
 24. Protege contra a formação de catarata
 25. Protege o pulmão da fibrose
 26. Inibe a replicação do HIV
 27. Inibe a reprodução das leishmanias
 Lembrem-se:
 Para utilizar o açafrão na culinária convencional é preciso adicionar esta especiaria à panela com um pouco de um bom óleo, sugiro, côco, azeite, ghee, e refogar como se fosse um tempero, isso para que haja a liberação dos curcuminóides, pois a cúrcuma é de propriedade lipossolúvel. Depois pode-se acrescentar mais temperos do seu gosto e preparar quaisquer receita. Fica muito bom em arroz, purês, batatas, feijões, pães, queijos, yogurtes, bolos e legumes sauteé. O açafrão também faz parte de um dos ingredientes do curry (um tipo de massala-ervas em pó- bem popular no Brasil).
 Dica: Não exagere na quantidade, o sabor adstringente fica muito evidente, o importante é a freqüência da utilização da cúrcuma na alimentação e não a quantidade. Basta uma colher de café ou de sobremesa.

quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Sabores da Saúde









A alimentação ayurvédica baseia-se na arte do uso de seis sabores: ácido, amargo, picante, doce, salgado e adstringente. Em todas as refeições do dia esses sabores devem coexistir, em menor ou maior quantidade. Cada um deles credita atribuições específicas ao corpo e mente e devem ser priorizados e ingeridos em quantidade específicas de acordo com a distribuição dos elementos:
  • Ar e Espaço---Vata: ácido, salgado e doce
  • Fogo e Água---Pitta: amargo, adstringente e doce
  • Terra e Água--kapha: amargo, adstringente e picante
 Esses são os sabores prioritários de equilíbrio de cada dosha.
Todos nós temos influência dos três doshas sempre, porém, devido a nossa constituição,
temos sempre um, dois ou três doshas que nos influenciam em maior quantidade. Porém, haverá ocasiões em que no dia-a-dia estaremos sob influência de algum dosha que não faz parte de nossa contituição. Isso poderá ocorrer por diferentes fatores do momento, como exemplo a influência de algum estilo de vida novo (estilo de vida mais agitado: só é bom para o dosha kapha; estilo mais calmo: só é bom para pitta e vata). Mudanças de estaçoes do ano também influenciam diretamente e interferem. Determinado horário do dia/noite e sua idade poderão desencadear a falta ou o excesso de algum atributo do dosha. Se isso vir a acontecer e somar com o acúmulo do que chamamos de AMA (toxina não digerida) nos tecidos, alguma patologia física, mental ou emocional certamente surgirá.
Desse modo é preciso ficar muito atento às emoções particulares do momento, sempre no presente, ou seja, o alimento que ingerimos também poderá ser um recurso para aplacarmos males emocionais.
DICA:
Sempre que receberem alguma notícia que deixe-o triste ou deprimido é bom não
se alimentar até que o estado mental negativo seja amenizado pois nesse caso é
certo que haverá formação de ama (tristeza e preocupação podem enfraquecer o agni imediatamente).
Outro conselho seria evitar comidas picantes, ácidas e salgadas em momentos de
irritabilidade, ainda mais se isso somar em um dia muito quente. E também é
recomendado evitar alimentos frios quando estiver em um estado de ansiedade
maior. Dica geral: Alimentos frios só
serão bem vindos para pessoas do dosha pitta dominante (elemento fogo), que tem um calor
interno mais intenso, do contrário essa qualidade de alimento favorecerá na
formação de AMA, e consequentemente, na ativação de determinado tipo de doença.